terça-feira, 30 de junho de 2009

A gripe suína é apenas um alerta!


A tão comentada gripe suínas (coitadinho dos porcos), oficialmente chamada de gripe A H1N1, está servindo para testar o preparo dos países em encarar uma pandemia. O alarde que se faz sobre essa gripe, não é o perigo que ela pode trazer aos seres humanos, mas a facilidade com que ela pode se espalhar pelo mundo, afinal, a gripe comum mata mais pessoas do que a tão falada gripe suína.

O negócio é o seguinte, só tem chances de morrer por essa gripe quem estiver com o sistema imunológico debilitado, crianças e idosos, os mesmos pacientes de risco da gripe comum, ou você já se esqueceu que todo ano tem campanha de vacinação para os velhinho?
O nome H1N1 vem dos tipos específicos de proteínas existentes nos vírus, que no caso do H significa hemaglutinina e no N é neuroaminidase. O porquinho infectado pela gripe suína comum, contraiu também gripe aviaria e a gripe humana, e esses vírus se misturaram, criando essa nova forma contagiosa para o homem, e como nosso sistema imunológico nunca tinha entrado em contato com esse novo vírus, as consequências foram tão comentadas.

Na história, verifica-se que os vírus altamente contagiosos são pouco letais e os altamente letais são pouco contagiosos, veja um exemplo: A gripe comum pode matar até 500 mil pessoas por ano no mundo, mas isso representa apenas 0,24% de todos os infectados; a gripe espanhola matou entre 1918 e 1919, 50 milhões de pessoas, mais que a primeira guerra mundial, mas a sua letalidade só chegou a 2,5%.

Os vírus altamente letais como o Ebola, são tão violentos que não dão tempo ao hospedeiro de disseminar o vírus; o vírus mata tão rápido que acaba se suicidando antes de se espalhar decentemente; nesse caso o Ebola mata 90% dos contaminados, o que representa apenas 45 mortes por ano.

A gripe suína serve de alerta para mostrar a alta capacidade de mutação desse seres ultra-microscópicos, e para provar que o mundo não está preparado para uma pandemia, que em 1918 demorava 9 meses para se estabelecer, hoje não levando mais que 3 meses, justamente pela comodidade fornecida pela globalização. O dia em que uma mutação gerar um vírus altamente letal, que seja capaz de deixar um pessoa viva por algumas semanas, já seria o suficiente para se espalhar mundialmente, causando milhões de vítimas.

A organização mundial da saúde (OMS) esperar que daqui a alguns anos, alguma pandemia possa matar até 7,5 milhões de pessoas. Que o sacrifício dos porquinhos não sejam em vão, e os governos não deixem esse fato cair no esquecimento até que apareça um novo alerta!

sábado, 27 de junho de 2009

Porque a temperatura do nosso corpo é de 37°C?


Mamíferos e aves são endotérmicos e homeotérmicos. Não é a mesma coisa? Não! Endotérmicos são animais que possuem fonte de calor e homeotérmicos são animais que mantém a temperatura corporal constante. Veja bem, na escala evolutiva, esse fato da endotermia foi uma das principais vantagens que aves e mamíferos obtiveram em relação aos répteis, pois um organismo endotérmico está sempre pronto para uma emergência, pois a explosão muscular e a velocidade de reação é a mesma em qualquer clima. Se a gente tivesse que esperar o sol nos aquecer, todos teríamos que ficar tomando sol pela manha antes de sair de casa, como os jacarés fazem na beira do rio.

Quem regula a temperatura do corpo é uma região do encéfalo chamada de hipotálamo, que funciona como um termostato, ajustado entre 36,6 e 37°C, abaixo disso, nossos músculos começam a tremer liberando energia e calor que nos aquece; acima disso começamos a suar, o que permite diminuir nossa temperatura. Elevada temperatura corporal acima dos 42°C pode fazer as proteínas do corpo cozinhar, desnaturando-as. Já o frio extremo pode criar cristais de gelo no corpo, matando as células.

Mas o desenvolvimento evolutido da endotermia so foi possível com o surgimento do tecido adiposo, a famosa gordurinha, ou pneuzinho, que funciona como um cobertor natural que impede que o calor do corpo seja perdido facilmente para o ambiente. Ou seja, nao adiante colocarmos um cobertor para aquecer um jacaré durante a manha, pois ele nao produz calor internamente.

Confira abaixo a lista da temperatura corporal de alguns animais:
Ornntorrinco - 31°C
Cavalo - 36°C
Homem - 37°C
Macaco - 38,1°C
Vaca - 38,5°C
Ovelha - 39°C
Avestruz - 39,4°C
Galinha - 42°C

A árvore artificial!



Isso mesmo, os cientistas norte-americanos (pra variar) conseguiram criar uma árvore artificial. Pra que? Fazer fotossíntese? Dar frutos? Fazer sombra (para isso não era preciso criar uma árvore, não é mesmo?). Nenhuma das respostas anteriore; eles conseguiram reproduzir em laboratório uma das maravilhas da natureza que só as plantas conseguem fazer; desafiar a lei da gravidade conduzindo água do solo até as folhas sem gastar energia.

As plantas não se esforçam em nada para fazer esse trabalho, tudo ocorre graças a um rede de finíssimos tubos chamado de xilema, que conduzem a água sem gasto de energia, através da propriedade de capilaridade. Imaginem o esforça que uma sequoia faria para conduzir água do solo pelos seus 115m de altura, a mesma de um prédio de 30 andares.

Os cientistas criaram um pedacinho de hidrogel (mesmo material de lentes de contato) de 6cm de altura por 1mm de espessura, que imita o processo das plantas. Essa nova tecnologia pode ser usada em prédios (para que a água suba até os apartamentos sem gasto de energia), na descontaminação de solos poluídos, e até em um novo tipo de usina hidrelétrica, que nao dependeria de rios e lagos. Segundo o cientista Abraham Stroock, da Universidade de Cornell, a árvore artificial poderia puxar a água até 100m de altura. Impressionante.